Liliane Roriz media conquistas para Água Quente, no Recanto das Emas

O primeiro resultado da visita que a deputada Liliane Roriz fez à Água Quente, no Recanto das Emas, na semana passada, apareceu nesta quarta-feira, 18 de novembro, com a presença de máquinas do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) no local. Uma pá mecânica e quatro caminhões-caçamba alongados fizeram a limpeza de toda a área. Foram retiradas cerca de 180 toneladas de entulho de construção civil.

 

A comunidade comemorou a conquista, mediada por Liliane Roriz. Há muito tempo os moradores estavam convivendo com o lixo abandonado em vários pontos do distrito do Recanto das Emas.
Mas a comunidade de Água Quente quer mais. E vão ter. Em reunião nesta tarde com a diretora do SLU, Kátia Campos, e com uma comissão de moradores da região, a deputada conseguiu que ela se comprometesse a atender algumas das demandas apresentadas.

 

Uma delas é a escolha do lugar onde será instalado um Ponto de Entrega Voluntária (PEV). Trata-se de um ponto de coleta de lixo específico, já que ali há muita dificuldade de transitar pelas ruas com o caminhão de lixo. O PEV vai organizar a coleta de lixo do local, mas para isso dar certo mesmo é preciso que a comunidade ajude.

 

Enquanto o PEV ainda não é uma realidade, a deputada fez os moradores prometerem que vão fazer sua parte, de não jogar lixo na rua e de só colocar o lixo a ser recolhido no dia, hora e local certos.

 

Liliane Roriz deu início a uma série de reuniões com representantes de vários órgãos do GDF para que demandas da comunidade de Água Quente, do Recanto das Emas, sejam atendidas. “É um trabalho para melhorar a qualidade de vida daquelas pessoas, esse é nosso dever”, afirmou Liliane.

 

Saúde – No final da manhã, Liliane e o grupo de moradores de Água Quente estiveram na Secretaria de Saúde onde foram apresentadas várias demandas, principalmente em relação à falta de médico para atender a população. Além disso, foram pontuados na secretaria a dificuldade que os moradores enfrentam em conseguir remédios de uso contínuo e até mesmo fazer o cartão do SUS, para conseguirem atendimento na rede pública.

_facebook


_youtube


_twitter