Liliane questiona sobre funcionamento das câmeras de segurança no DF

A vice-presidente da Câmara Legislativa, deputada distrital Liliane Roriz, cobrou explicações do governo referente às câmeras de segurança que deveriam ter sido instaladas e estar em pleno funcionamento no Distrito Federal. Na noite de terça-feira, 1 de março, durante visita a São Sebastião, a parlamentar ouviu muitas queixas da população quando participava da reunião do Conselho de Segurança da cidade.

 

Liliane preparou um Requerimento de Informação ao GDF – documento que pede informações oficiais ao governo – questionando onde estão as câmeras, já que a onda de violência tem crescido na cidade e a população está com medo. “Nós precisamos ser esclarecidos sobre o que aconteceu com os R$ 30 milhões que o GDF pagou para instalar câmeras em todo o DF na época da Copa do Mundo. Não era um gasto que ficaria de legado para nossa cidade? Pois a população pagou por isso e agora sofre com a falta de segurança”, questiona a distrital.

 

Na reunião, cerca de 50 moradores de São Sebastião pediram mais segurança e ressaltaram a onda de violência que preocupa todo o Distrito Federal. Liliane lembrou que o governo passado fez a compra de câmeras de segurança alegando que elas serviriam para diminuir a violência e como suporte para a polícia poder agir de forma mais rápida.

 

São 500 câmeras de segurança, compradas pelo governo anterior, que estão sem funcionar por não estarem ligadas ao sistema de monitoramento, de acordo com reportagem recente da Rede Globo. O projeto inicial previa a instalação de 835 aparelhos em áreas estratégicas.

 

“Sem as câmeras funcionando, a polícia tem uma ferramenta a menos para combater a criminalidade”, lembra Liliane Roriz.

_facebook


_youtube


_twitter