Liliane Roriz alerta sobre falta de água no DF desde 2015

A crise hídrica vivida pelo Distrito Federal e que pode piorar ainda mais e levar a Capital Federal à falta d’água já havia sido alertada pela deputada distrital Liliane Roriz (PTB) em 2015. A parlamentar promoveu, em março daquele ano, audiência pública na Câmara Legislativa para tratar sobre o tema. Na ocasião, mesmo com a garantia do governo de que haveria investimento para garantir o abastecimento de água no DF, Liliane alertou sobre um possível colapso na área e cobrou ações do GDF no setor.

 

Dois anos depois, a filha do ex-governador Joaquim Roriz – precursor na preocupação com os recursos hídricos do Distrito Federal, ainda na década de 90 -, lamentou o descaso dos governos posteriores aos de seu pai com Corumbá VI e mostrou grandes preocupações com o abastecimento de água no Distrito Federal. “Quando meu pai criou Corumbá IV, ela estava antevendo o futuro. Agora, aquele futuro já é presente. E poderíamos estar com o abastecimento garantido, mas a grande obra de Roriz foi esquecida pelos governantes que vierem depois dele. O resultado é este: falta de água, colapso no abastecimento, risco eminente de faltar água na nossa cidade”, criticou Liliane.

 

A deputada lembrou que a situação dos recursos hídricos no país vem, ano a ano, mostrando que inspirava atenção por parte dos governantes. “No Distrito Federal, nossa demanda é alta e a disponibilidade de água é considerada uma das mais baixas do Brasil”, destacou Liliane. “Se nada for feito, a previsão é que em 2040, não tenhamos mais água suficiente para abastecer o Distrito Federal”, completou.

 

Em março de 2015, durante audiência pública proposta por Liliane para debater a gestão dos recursos hídricos no Distrito Federal, o então presidente da Caesb, Maurício Leite Ludivice, garantiu que investimentos seriam feitos pelo atual governo garantirão o abastecimento de água no DF até 2050. “Eu aprendi com meu pai a ter essa preocupação e a saber que é preciso se antecipar, como ele fez, com a construção de Corumbá VI que, aliás, teve como relator do projeto na época, o deputado Rodrigo Rollemberg, hoje governador”, lembrou a parlamentar.

 

Obras em Corumbá – Em abril de 2015, Liliane Roriz esteve, ao lado do governador de Goiás, Marcone Perillo, em evento que anunciou a liberação de R$ 104,9 milhões para as obras do Sistema Produtor de Água Corumbá. E participou, nos últimos dois anos, de diversas audiências públicas e discussões com a sociedade e com o governo em busca de uma solução para a crise dos recursos hídricos no Distrito Federal. “Com muita coragem Roriz teve a iniciativa de criar Corumbá IV. Nós não sabíamos que há 20 anos, quando ele pensou nisso, poderia faltar água no DF. Olha aí, hoje, o que Roriz falava naquela época”, disse Liliane.

 

Foto: Agência Brasília

_facebook


_youtube


_twitter